Startup brasileira que lançou o café de comer completa um ano de mercado com expansão e novas estratégias para 2021

Empresa investiu no e-commerce e em ações diferenciadas para sobreviver à crise econômica

O ano foi de muitos desafios para a indústria. As empresas precisaram se reinventar para manterem os negócios ativos e superar as dificuldades econômicas. E através da inovação, cerca de 13,6% das companhias tiveram crescimento, segundo dados do IBGE –Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística-. Dentro desse cenário está a Cafene Innova, startup brasileira de tecnologia alimentar que está completando um ano neste mês e é um verdadeiro case de superação por driblar todas as turbulências da crise econômica mundial instaurada com a chegada da Covid-19.
A Cafene Innova foi criada para lançar o café de comer BitCoffee, primeiro produto de uma gama de variedades previstas para inspirar novos hábitos de consumo com o café. A startup apresentou a marca ao mercado no início de 2020, startando um planejamento que seguiria com a marca para todo o Brasil e exterior.
Por conta da pandemia, as estratégias foram reestruturadas e o e-commerce, que estava previsto para o segundo semestre, foi antecipado e recebeu grande parte do investimento previsto no ano, juntamente com outras ferramentas online, permitindo atender o consumidor em todo o país.
“Claro que tivemos receio de lançar um produto inovador em meio a uma pandemia. Mas nos surpreendemos com os resultados inicias e tomamos fôlego para continuar apostando, baseados na alta receptividade dos consumidores”, comenta Pedro Melo Jr, CEO da Cafene Innova.
O empresário explica que para chegar aos apreciadores de café e ávidos por novidades gastronômicas de modo geral, além da plataforma online, foram implementadas ações no varejo através de distribuidores regionais em São Paulo, Ceará e Rio Grande do Sul, bem como um canal de atendimento direto aos revendedores, abrindo também as portas para o segmento de vending machine.
O café de comer BitCoffee é produzido a partir do processamento de café 100% Arábica Premium, torrado e moído. E no primeiro ano de atuação no mercado, a Cafene Innova lançou as versões zero e convencional do confeito, nos sabores Espresso, Cappuccino e Café com Leite. “O produto é uma experiência gastronômica inusitada. Na primeira mordida, o consumidor tem a impressão de ser um chocolate, mas não é. Ele é feito 100% de Arábica Premium e não contém glúten”, explica Alexandre Pregnaca, Gerente de Negócios da Cafene Innova. Além da linha de confeitos, foi lançado o Creme de Café, na versão zero, nos sabores Espresso e Cappuccino.
Para 2021, a startup prevê continuidade no plano de expansão de parcerias com distribuidores regionais, bem como dar início às exportações dos produtos. Outras estratégias do planejamento são o lançamento de produtos como bombom de café recheado, chá da cereja do café e outras novidades. “Queremos começar o ano com perspectivas positivas sobre o mercado, e acreditamos que será um ano melhor, tanto para os negócios quanto para o Brasil”, comenta o CEO da Cafene Innova.
Além da inovação alimentar, a companhia atua no mercado com cunho social. A Cafene Innova firmou parceria com a EuReciclo com solução de logística reversa de embalagem para contribuir com a redução dos impactos na natureza, e apoia a ADID –Associação para Desenvolvimento Integral do Down-, revertendo parte das vendas à entidade que atua desde 1989 educando, preparando e incluindo pessoas com Síndrome de Down no mercado de trabalho.

Café de Comer BitCoffee
www.cafedecomer.com.br
Instagram e Fecebook: @bitcoffee.cafe